... Em sentimentos que envolvem o universo feminino, pois “Não se nasce mulher: torna-se.” (Simone de Beauvoir)
A dualidade de sentimentos que envolvem o Universo Feminino.

São tantos os sentimentos em busca da identidade feminina, cujos contratempos das emoções transbordadas vão do êxtase secreto à cólera explícita...

Esse blog é um espaço aberto acerca de relatos e desabafos relativos as alegrias e tristezas, felicidades e angústias... Sempre objetivando a solidariedade e ajuda ao próximo.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

A fumaça das lembranças...



Por um instante, consegui lhe encarar e ver o brilho em seus olhos como antes, ao me contar uma piada repetida e revê-lo na intimidade de compartilharmos o tabaco. Ele já não tinha a aparência envelhecida e desgastada de minutos antes. Surpreendida com seu regozijo daquele simples ato de tragar meu cigarro manchado de batom, como se quisesse sentir meu gosto novamente, indaguei-me como poderia se sentir bem diante da sua credora de afeto, depois de tudo.
 


Afinal, minhas feridas ainda estavam abertas e volta e meia sangravam, diante da profundidade do golpe. Porém, como bom egóico ele não somente se limitava em olhar para o próprio umbigo, sem se importar com as consequências de seu hedonismo, mas também gozava diante das dores alheias que causara. Sem o menor remoço, rejuvenescia na minha presença como um vampiro, a me sugar as poucas energias restantes. Então, de repente apagou o cigarro pisando-o fortemente a ponto de despedaçá-lo e me olhou triunfante, bem como havia me esmagado tempos atrás.