... Em sentimentos que envolvem o universo feminino, pois “Não se nasce mulher: torna-se.” (Simone de Beauvoir)
A dualidade de sentimentos que envolvem o Universo Feminino.

São tantos os sentimentos em busca da identidade feminina, cujos contratempos das emoções transbordadas vão do êxtase secreto à cólera explícita...

Esse blog é um espaço aberto acerca de relatos e desabafos relativos as alegrias e tristezas, felicidades e angústias... Sempre objetivando a solidariedade e ajuda ao próximo.

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Quem é essa mulher ?

A Mulher Cativante




"* A mulher cativante não recebe o homem com uma longa lista de problemas que ela teve naquele dia.

* A mulher cativante nunca deve rejeitar seu marido em favor dos filhos.

* A mulher cativante sempre avisa onde está e gosta de esperar o marido em casa com comida pronta.

* A mulher cativante sabe que o sexo representa um papel muito importante na vida do marido. Por isso ela sabe também que:
- não pode recusá-lo;
- tudo o que fizer na cama dirá que aprendeu com ele;

* A mulher cativante aceita que o homem se interesse por futebol e pela companhia dos amigos.

* A mulher cativante não desconfia quando o marido trabalha longas horas e chega tarde.

* A mulher cativante não pode exigir que o homem diga que a ama milhões de vezes.

* A mulher cativante tem a obrigação de passar batom e se maquiar e aparecer bonita e perfumada.

* A mulher cativante deve considerar o homem a pessoa mais importante de sua vida. Deve dar-lhe mais valor do que a todas as outras pessoas - inclusive a si mesma.

Você acredita nisso? Tem alguma coisa errada. Retirei todas as frases da revista Seleções, de outubro de 1969, há 43 anos. O nome do texto: "Que é que torna a Mulher Cativante?", do psiquiatra americano Theodore Rubin.

Quem concorda com essas afirmações não é machista, é escravagista.

Você não quer uma mulher, mas uma escrava. Trate de mudar, ou seu destino será o sebo, onde encontrei a revista, ou a delegacia."  Fabricio Carpinejar