... Em sentimentos que envolvem o universo feminino, pois “Não se nasce mulher: torna-se.” (Simone de Beauvoir)
A dualidade de sentimentos que envolvem o Universo Feminino.

São tantos os sentimentos em busca da identidade feminina, cujos contratempos das emoções transbordadas vão do êxtase secreto à cólera explícita...

Esse blog é um espaço aberto acerca de relatos e desabafos relativos as alegrias e tristezas, felicidades e angústias... Sempre objetivando a solidariedade e ajuda ao próximo.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

A presença ausente...


"Nesse ponto, contudo, quando a fachada do casamento feliz se desintegra, a amante fica perturbada e, por compaixão pela esposa abandonada, evita se encontrar com seu amante" Slavoj Zizek, in Como Ler Lacan

Ao toque da campainha abri a porta e apareceu Gustavo para minha surpresa. Estava com a aparência de cansado e, ao entrar percebi o quanto estava acabado e envelhecido em poucos meses, o que levaria anos.


Trajando vestimentas deselegantes, totalmente diverso ao seu estilo. No cumprimento frio de dois breves beijos laterais pude sentir o odor mofado da outra. Gustavo não tinha mais o seu cheiro fresco e adocicado, do qual o tornava sedutor. Agora, tornara-se um homem sem o menor atrativo, apagado.

Ao adentrar acanhado parecia-me um estranho, como se nunca tivesse pertencido à nossa casa, na qual compartilhamos muitos momentos juntos. De certo, abrira mão da família, em troca da nova vida inventada por àquela que o tirou do lar.

Não havia mais emoção em seus olhos e tampouco, brilho algum. Eis que, se mostravam opacos e sem o meu reflexo. Nos seus ombros trazia o peso da culpa de tanto sofrimento causado sem o pudor pela fantasia que o levara de mim.

Por um instante, num delírio, pareceu-me arrependido sem coragem de voltar atrás e resgatar nossos anos vividos. Mas, logo, ao despertar percebi que ele não era mais o meu amado. Àquele que um dia trouxe-me a completude e, agora me deixara vazia.

Não obstante, Gustavo também pagara o preço amargo da ausência imposta às datas festivas comemoradas em família. Ficando solitário e esquecido num quarto e sala sem desfrutar dos brindes natalinos.