... Em sentimentos que envolvem o universo feminino, pois “Não se nasce mulher: torna-se.” (Simone de Beauvoir)
A dualidade de sentimentos que envolvem o Universo Feminino.

São tantos os sentimentos em busca da identidade feminina, cujos contratempos das emoções transbordadas vão do êxtase secreto à cólera explícita...

Esse blog é um espaço aberto acerca de relatos e desabafos relativos as alegrias e tristezas, felicidades e angústias... Sempre objetivando a solidariedade e ajuda ao próximo.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Apenas o silêncio...


"Quão melhor é o silêncio; a xícara de café, a mesa. Quão melhor é sentar-me sozinho como a solitária ave marinha que abre suas asas sobre a estaca. Deixem-me ficar sentado aqui para sempre com coisas nuas, esta xícara de café, esta faca, este garfo, coisas em si, eu mesmo sendo eu mesmo. Não venham preocupar-me com suas alusões a que é tempo de fechar a casa e partir. Eu daria de boa vontade todo o meu dinheiro para que vocês não me perturbassem, mas me deixassem ficar aqui sentado, para sempre, silencioso e só." Virginia Woolf 



Hoje, talvez por vários dias num tempo abstrato, não quero trabalhar, não quero falar e também não quero ouvir. O que preciso é ficar quieta e só, como uma ostra hermética às ondas que a tentam carregar. 

Não quero ver ninguém e ainda, não quero ser vista ou lembrada. Apenas, mergulhada em minhas angústias que me tomam tempo de demais para viver inteirada de tudo.

Antes, pensei que as informações mesmo que doloridas pudessem me libertar. Mas, não. Elas apenas servem para me arrastar cada vez mais ao sofrimento. 

Então, basta ! Deixem que eu tente pelo menos me adequar as tamanhas dores que sofro. Talvez, estas eu ainda consiga aguentar e quem sabe um dia me recuperar. 

Todas as outras dores que chegam me parece ser pesadas demais para suportar. E, me fazem perder a vontade da vida. Por enquanto, as que carrego permanecem junto com as lembranças de um passado não tão longínquo, em que vivi intensamente.