... Em sentimentos que envolvem o universo feminino, pois “Não se nasce mulher: torna-se.” (Simone de Beauvoir)
A dualidade de sentimentos que envolvem o Universo Feminino.

São tantos os sentimentos em busca da identidade feminina, cujos contratempos das emoções transbordadas vão do êxtase secreto à cólera explícita...

Esse blog é um espaço aberto acerca de relatos e desabafos relativos as alegrias e tristezas, felicidades e angústias... Sempre objetivando a solidariedade e ajuda ao próximo.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Numa pausa para o jantar...


'Eu estava cansada, muito cansada, com tantos problemas para administrar que não vi o quanto ele havia crescido e tentava alçar seu vôo sozinho em busca de novos afetos. 

Olhei aquele rosto com os traços do pai, mas ainda restava um pouco do meu brilho que antes era intenso e, agora, pouco a pouco desbotara pelas durezas daqueles tempos sombrios. Eu não imaginava que as dores do vazio paterno fossem o marcar tanto. 

Preocupada em defendê-lo das amarguras não vi que somente ele pode resolver essa falta, eis que não adiantava ser tão presente no lugar que cabe ao outro.

Seu olhar que antes era cheio de alegria se fixava agora no vácuo distante e seus lábios com inúmeras estórias a compartilhar se calava. Apenas, limitando-se a respostas curtas sem delongas. 

Tais efeitos, de um sofrimento tão desnecessário me irrigavam o rancor de vê-lo tão maltratado pelos efeitos da nossa solidão. Ele amadurecera pela dor e expressava suas angústias na desesperança.'