... Em sentimentos que envolvem o universo feminino, pois “Não se nasce mulher: torna-se.” (Simone de Beauvoir)
A dualidade de sentimentos que envolvem o Universo Feminino.

São tantos os sentimentos em busca da identidade feminina, cujos contratempos das emoções transbordadas vão do êxtase secreto à cólera explícita...

Esse blog é um espaço aberto acerca de relatos e desabafos relativos as alegrias e tristezas, felicidades e angústias... Sempre objetivando a solidariedade e ajuda ao próximo.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

"Só uma pessoa sem afeto recua diante da dificuldade do amor"

"Certamente as dificuldades das condições de vida e as adversidades da luta pela existência nos oprimem, mas situações externas graves não impedem o amor, muito pelo contrário, no caso elas poderão até nos estimular a realizar grandes esforços." Jung

Muitos casamentos tendem às crises perante as dificuldades financeiras, principalmente do marido, cuja interferência sócio-econômica no padrão da família é o bastante para que o homem sinta-se diminuído e inferiorizado. Enquanto, na mulher as questões ligadas aos problemas de saúde ou perdas significativas dos entes queridos são o suficiente para  abatê-la, diante dessas contingências.

Contudo, Matilde e Jonas passaram por esses momentos conturbados. Sendo que a primeira crise de ordem financeira enfrentada por Jonas fora facilmente contornada por Matilde, inclusive serviu até para uni-los ainda mais. Depois, veio a doença dos sogros em que também, Matilde em sua lealdade conjugal enfrentou a ausência do marido, mantendo-se solidária e compreensiva. 

Todavia, Jonas não fora suficientemente grato aos esforços e as privações da mulher, decorrentes  de tais dificuldades. Muito pelo contrário, seu egoísmo e ausência de afeto o cegaram quando Matilde vivenciou uma drástica perda familiar. E, por derradeiro um sério problema de saúde capaz de fragilizá-la.

Por coseguinte, quando Matilde conseguira resolver seus problemas e, estava em completa harmonia com total ausência de conflito, por conta ainda, do restabelecimento financeiro de Jonas, a decepção rasgou todos os seus planos futuros.

Não somente, Jonas estava fortalecido economicamente, sem dívidas e estabilizado emocionalmente, como também, estava seguro do amor eterno da mulher, cujas dificuldades foram enfrentadas lado a lado do marido. Tanto, na tristeza, na pobreza e na doença. O que não fora o bastante, para que Jonas valorizasse o relacionamento. Abandonando assim, impiedosamente e sem remorsos a família pela amante.

Na verdade, "fazer tudo por amor a uma pessoa é uma característica da mulher". Tanto que, "uma mulher que ama pode segurar uma situação contra qualquer poder superior, contra a morte e o demônio, e com total convicção criar estabilidade no caos". (C. G. Jung in Sobre o Amor)