... Em sentimentos que envolvem o universo feminino, pois “Não se nasce mulher: torna-se.” (Simone de Beauvoir)
A dualidade de sentimentos que envolvem o Universo Feminino.

São tantos os sentimentos em busca da identidade feminina, cujos contratempos das emoções transbordadas vão do êxtase secreto à cólera explícita...

Esse blog é um espaço aberto acerca de relatos e desabafos relativos as alegrias e tristezas, felicidades e angústias... Sempre objetivando a solidariedade e ajuda ao próximo.

sábado, 16 de março de 2013

Como esquecer ?


"Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te."William Shakespeare




Mudei alguns móveis, os que restaram fiz uma revolução trocando de lugares, decorei com mantas indianas coloridas, troquei as fotos dos portas retratos, tudo para que a casa não lembrasse mais nada de você. 

Troquei as roupas de cama, os travesseiros e limpei tudo que pudesse conter o seu cheiro ou me trouxesse aos nossos momentos. Rasguei as minhas cartas que você deixou para trás. Não havia cartas suas porque nunca as escreveu.

Mudei de hábitos, cultivei os mais graves de todos os seus defeitos e alimentei um ódio feito um mantra de todos os dias. Eu precisava desesperadamente esquecer você por tudo de tanto mal que me causou. Somente, restou ressentimentos.

Tornei-me mal-amada e amargurada, perdi minha alegria de viver e toda vaidade que restava, envelheci abruptamente, engordei, parei de cuidar da saúde e vegeto como uma alma penada na escuridão da solidão.

Porém, tudo foi em vão porque não consigo esquecer você. E, hoje choro todas as noites no meu leito vazio e frio, questionando apenas, por quê ?