... Em sentimentos que envolvem o universo feminino, pois “Não se nasce mulher: torna-se.” (Simone de Beauvoir)
A dualidade de sentimentos que envolvem o Universo Feminino.

São tantos os sentimentos em busca da identidade feminina, cujos contratempos das emoções transbordadas vão do êxtase secreto à cólera explícita...

Esse blog é um espaço aberto acerca de relatos e desabafos relativos as alegrias e tristezas, felicidades e angústias... Sempre objetivando a solidariedade e ajuda ao próximo.

domingo, 18 de janeiro de 2015

"A felicidade é só está em paz consigo mesmo, olharmos para nós e recordar que não fizemos muito mal aos outros." José Saramago



Eu estava feliz, mesmo solitária, desempregada, acima do peso, envelhecida, mas vivendo dignamente. Pois, a minha essência aos poucos era restabelecida. Algumas pessoas me amavam, outras eu as amava mesmo sem ser correspondida. Mas, aprendi a entender os limites de cada um e sabia que minhas virtudes eram acima dos meus defeitos.

Obviamente, minha auto-estima ainda estava em processo de recuperação, depois da separação. Principalmente, quando a ruptura é dada pela rejeição. Porém, não guardava mais mágoas e tinha apenas carinho pelas lembranças dos bons momentos felizes que desfrutei daquela união. 

Aproveitei e me dei alta da análise por não querer mais reviver meus fracassos nas sessões que me faziam lembrar das dores. Preenchi meus espaços com várias atividades na busca do esquecimento. Comecei a cuidar da casa e decorá-la do meu jeito, assim aproveitei para receber as pessoas queridas. 

De repente, surgiram novas amizades, convites de passeios, pequenas viagens aos finais de semana na casa de amigos e comecei a viver uma nova vida social, apesar da estreita condição econômica. Passei a frequentar eventos e reuniões culturais gratuitos.

A meditação, a arte e a literatura me ajudou também, na luta contra o medo da solidão. Assim, com o apoio dos amigos que muitas das vezes, fui socorrida nas crises de extrema tristeza, nos desabafos. 

No balanço, eu era muito mais amada do que tinha idéia e era bem recebida nos grupos sociais que firmei. Na verdade, poucos foram os desafetos que me deparei pela vida. E, no fundo tinha compaixão daqueles que não conseguiram me amar.