... Em sentimentos que envolvem o universo feminino, pois “Não se nasce mulher: torna-se.” (Simone de Beauvoir)
A dualidade de sentimentos que envolvem o Universo Feminino.

São tantos os sentimentos em busca da identidade feminina, cujos contratempos das emoções transbordadas vão do êxtase secreto à cólera explícita...

Esse blog é um espaço aberto acerca de relatos e desabafos relativos as alegrias e tristezas, felicidades e angústias... Sempre objetivando a solidariedade e ajuda ao próximo.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Então, você está infeliz e me culpa... ?



Se você é capaz de me odiar, mesmo depois da covarde apunhalada pelas costas que me fez agonizar até sucumbir minha auto-estima, é porque vive assombrado pelos fantasmas. 

Fazer o mal, magoar sem motivos, causar dor e sofrimento a quem sempre lhe foi leal será o seu eterno calvário nas sombras do inconsciente.

Sua infelicidade é a prova concreta de todas as injustiças cometidas à mim. Pois, ninguém em nenhum momento da sua vida foi capaz de lhe amar tanto como eu amei você. 

Nos momentos mais difíceis estive ao seu lado, lhe apoiando; sofri com os seus fracassos, sua ausência e jamais me omiti em lhe estender a mão. 

Assim, quando veio o sucesso, você me descartou e vive no esplendor da aquisição de bens, viagens, bons restaurantes, numa vida social que jamais me proporcionou. 

Ora ! Mesmo assim, não está feliz ? O que mais você pretende me arrancar ? A vida ?