... Em sentimentos que envolvem o universo feminino, pois “Não se nasce mulher: torna-se.” (Simone de Beauvoir)
A dualidade de sentimentos que envolvem o Universo Feminino.

São tantos os sentimentos em busca da identidade feminina, cujos contratempos das emoções transbordadas vão do êxtase secreto à cólera explícita...

Esse blog é um espaço aberto acerca de relatos e desabafos relativos as alegrias e tristezas, felicidades e angústias... Sempre objetivando a solidariedade e ajuda ao próximo.

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

A perda de tudo...

"A dor psíquica é dor de separação, sim, quando a separação é erradicação e perda de um objeto ao qual estamos tão intimamente ligados – a pessoa amada, uma coisa material, um valor ou a integridade do nosso corpo – que esse laço é constitutivo de nos próprios." J-D. Nasio in O livro da dor e do amor



Num sofrimento tão doloroso que transformou o luto na melancolia contumaz, a depressão maior a fez insone por noites aos prantos, dias paralisada no leito, sem banhar-se e muito menos sem apetite, definhara. 

Em meses numa apatia catatônica toda solidão a devorava, da dor mais aguda da alma a dor crônica psíquica paralisando todas as atividades mais simples até perder-se de si.

Absolutamente dependente, tornara-se escrava numa senzala emocional quase sub-humana. Não havia mais dignidade, sendo obrigada a se ajoelhar catando as migalhas lançadas ao chão feito um animal acuado. As chicotadas lançadas pelas costas dilaceravam a alma tão castigada.   

Todas as circunstâncias traumáticas, causadas pelo abandono e desamparo se estenderam por anos. Os laços afetivos negados levou-a ao transtorno psíquico.