... Em sentimentos que envolvem o universo feminino, pois “Não se nasce mulher: torna-se.” (Simone de Beauvoir)
A dualidade de sentimentos que envolvem o Universo Feminino.

São tantos os sentimentos em busca da identidade feminina, cujos contratempos das emoções transbordadas vão do êxtase secreto à cólera explícita...

Esse blog é um espaço aberto acerca de relatos e desabafos relativos as alegrias e tristezas, felicidades e angústias... Sempre objetivando a solidariedade e ajuda ao próximo.

quinta-feira, 19 de maio de 2016

A injustiça...

"O importante não é aquilo que fazem de nós, mas o que nós mesmos fazemos do que os outros fizeram de nós." Sartre




Um dia ele sentiu ciúme. Noutro dia ele também sentiu ciúme e esbravejou sua insegurança. Mas, eu não dei ouvidos porque não queria alimentar sua insanidade. Não sou um objeto para ser possuída. Nem subserviente a ser dominada. Simplesmente uma mulher autônoma em sentimentos e livre para amar quem eu quiser. 

Ora ! Que injustiça, se foi à ele quem escolhi !

Não alimentei sua paranoia e tampouco dei motivos para desconfianças. Fui fiel e leal. Deixando-o livre como pássaro. Mas, ele não acreditava ser o escolhido. Queria travar batalhas. Não, contra o exército imaginário de admiradores. Mas, contra mim. 

Assim, ele se foi sem nunca ter acreditado que pudesse ser amado.