... Em sentimentos que envolvem o universo feminino, pois “Não se nasce mulher: torna-se.” (Simone de Beauvoir)
A dualidade de sentimentos que envolvem o Universo Feminino.

São tantos os sentimentos em busca da identidade feminina, cujos contratempos das emoções transbordadas vão do êxtase secreto à cólera explícita...

Esse blog é um espaço aberto acerca de relatos e desabafos relativos as alegrias e tristezas, felicidades e angústias... Sempre objetivando a solidariedade e ajuda ao próximo.

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Vários amores...

"O que importa quantos amores você tem se nenhum deles te dá o universo ?" Jacques Lacan



Observo atentamente, Miriam sentada de mãos dadas com Ismael numa reunião e os admiro pelo amor compartilhados e pela capacidade de administração emocional dessa relação. Ele é extremamente gentil com ela, lhe serve bebida, abre a porta, cede o lugar e segura sua bolsa. Ela o admira e o defende bravamente. 

Tempos atrás, estranhei o fato de Miriam ter amantes. Casada há trinta anos, sente-se atraída pelos romances clandestinos e certa vez, me confidenciou o que os amigos mais próximos já sabiam, não tinha mais uma vida sexual satisfatória com o marido. Pois, o mesmo não tinha o mesmo vigor de antes. 

Suspirando na ansiedade de uma viagem próxima com o amante, Miriam me pede emprestada uma mala e pelo olhar percebe minha censura moralista, segurando minha mão me olha fundo nos olhos e diz: 

- Jamais, abandonarei Ismael por quem quer que seja. Com ele tive meus filhos, lutamos juntos por nossa sobrevivência, ele sempre esteve ao meu lado nos momentos mais difíceis e felizes da minha vida. Hoje regozijamos a presença dos netos e a tranquilidade de uma vida confortável. Há várias formas de amar e temos que saber lidar com seus desdobramentos. Sou uma mulher madura, mas ainda tenho desejos adolescentes. 

Sorri em cumplicidade, abraçando-a e desejando boa viagem.  Afinal, Miriam era livre, mas leal a Ismael.