... Em sentimentos que envolvem o universo feminino, pois “Não se nasce mulher: torna-se.” (Simone de Beauvoir)
A dualidade de sentimentos que envolvem o Universo Feminino.

São tantos os sentimentos em busca da identidade feminina, cujos contratempos das emoções transbordadas vão do êxtase secreto à cólera explícita...

Esse blog é um espaço aberto acerca de relatos e desabafos relativos as alegrias e tristezas, felicidades e angústias... Sempre objetivando a solidariedade e ajuda ao próximo.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Diálogo de um relacionamento acabado...




- Vejo você distante de toda a forma demonstrativa do meu carinho em esperar por sua chegada, tentei lhe agradar da sua carência aclamada ao chegar em casa.





- Você está enganada. Adorei a minha chegada. Desde o momento da abertura da porta, quando você veio me abraçar e ver como eu estava por causa da gripe e da sua preocupação em relação à chuva e ao fato de estar na estrada. 






- Bebi praticamente sozinha o bom vinho que reservei para sua chegada, pois mesmo você estando presente sinto-me solitária.

- O vinho estava ótimo. Os acepipes estavam maravilhosos. A sua produção estava esplendida. E não estou falando por falar...

- Daí, preenchi-me com os pensamentos filosóficos sobre o amor, capazes de atenuar meu sofrimento da sua perda... Enfim, tão triste a perda de um grande amor.

- Não existe perda que não possa ser reconquistada. Mas, a reconquista vem com o tempo. Durante anos eu esperei pela sua aproximação, que teimava em não vir. Quando me dei por vencido, surge novamente a mulher tão esperada.

- Para que haja reconquista, precisamos estar abertos e deixar de lado as autodefesas, sermos honestos um com o outro, ter diálogo e trabalharmos nossas mágoas. Quando nos sentimos rejeitados a tendência é nos afastarmos mesmo. Eu me sentia sozinha. Foi um erro me afastar e esperar que você me trouxesse de volta. Deveria ter discutido e exposto minhas carências e faltas. Mas, nosso tempo era tão curto juntos que evitava brigas. Mudei de comportamento porque quero lhe reconquistar, mas isso também não está sendo compreendido por você. Do que mais você desconfia ???

- Onde foi que eu errei ????? Por que não conseguia te chamar a atenção ??? O que eu fazia de tão errado pra cada vez mais ver você tão afastada e desinteressada ?

- Você era distante, sempre inatingível. Chegava em casa muito irritado e grosseiro. Criticava-me, não havia qualquer qualidade que você visse em mim. Não sentia você sintonizado em mim... Hoje vejo como você é carente e precisa que eu sempre tome a iniciativa.

Ainda trago uma porção de boas lembranças. Nem mesmo os espinhos e as dificuldades fizeram com que eu as esquecesse.

- Se ainda, existem boas lembranças, acho que dá para recuperar o nosso relacionamento.

- E foi por essas lembranças que durante anos eu também chorei silenciosamente a sua perda.

- Você não me perdeu, eu apenas esperava que você mudasse e fosse gentil comigo. Parceiro e compartilhasse sua vida comigo.

- Ainda existem lacunas e peças que ainda não as entendo. Fatos que pra mim ainda não foram totalmente esclarecidos mesmo você dizendo que esses fatos nunca existiram. Fatos estes, que poderiam ser uma paranóia por mim criada, mas que foram reforçados por observações feitas por pessoas que eram distantes de nossa amizade e convivência. Verdades que nunca serão esclarecidas.
Enfim, são e serão sempre meias verdades !!!!
Mas, adorei mesmo a nossa noite, mesmo estando muito cansado e com o corpo dominado por uma gripe que teima em me castigar.

- Que lacunas são essas ? Que meias verdades você quer saber ? Nunca existiu nada, nenhum caso extra com alguém. Sempre lhe respeitei e mesmo sentindo você distante jamais permiti qualquer interferência de alguém. Me acomodei, sim. Direcionei minhas insatisfações para estar com amigos e amigas, pela ideologia... Mas, sempre na esperança de ter você de novo. Mesmo, com as migalhas fui levando... Nunca tive segredos e lhe contava da minha vida. Não dê ouvidos aos outros, porque é mentira. Não há nada que eu tenha escondido de você. As pessoas também, falavam que você não estava nem aí pra mim. E, diziam - Que relacionamento é esse ? Você sempre sozinha... e etc e tal. Mas, pouco me importava e respondia na ponta da língua que tínhamos um relacionamento maduro e seguro. Confiava em você e você em mim. 

- Hoje, acho que estamos como gostaríamos de sempre estar. Você sempre gentil e carinhosa. Se permitindo mais e me entendendo. Eu, "Apenas seguirei como encantado ao lado teu "...

- Beijos

- Beijos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário