... Em sentimentos que envolvem o universo feminino, pois “Não se nasce mulher: torna-se.” (Simone de Beauvoir)
A dualidade de sentimentos que envolvem o Universo Feminino.

São tantos os sentimentos em busca da identidade feminina, cujos contratempos das emoções transbordadas vão do êxtase secreto à cólera explícita...

Esse blog é um espaço aberto acerca de relatos e desabafos relativos as alegrias e tristezas, felicidades e angústias... Sempre objetivando a solidariedade e ajuda ao próximo.

sábado, 14 de maio de 2011

A dor da perda do amado...




"A perda do amado
é uma ruptura não
fora, mas dentro
de mim."






"... a dor psíquica se
deve à perda da pessoa do ser amado.
Como se fosse a sua ausência que doesse.
Ora, não é a ausência do outro
que dói, são os efeitos em mim dessa
ausência. Não sofro com o desaparecimento
do outro. Sofro porque a força
do meu desejo fica privada de uma de
suas fontes, que era o corpo do amado;
porque o ritmo simbólico dessa
força fica quebrado com o desaparecimento
do compasso que os estímulos
provenientes daquele corpo escandiam;
e depois porque o espelho
psíquico que refletia as minhas imagens
desmoronou, por falta do apoio
vivo em que sua presença se transformara.
A lesão que provoca a dor psíquica
não é pois o desaparecimento
físico do ser amado, mas o transtorno interno gerado
pela desarticulação da fantasia do amado."
(J.-D. Nasio, in A Dor de Amar)